Esta é uma das história do Rei Dario, da Pérsia antiga, contada numa aula de História Geral. 

Conta-se que o Rei Dario, dividiu o território da Pérsia em Satrapias, uma espécie de estados, nomeando Sátrapas para administrá-las, conseguindo assim realizar uma excelente administração .

Tudo corria bem para o rei e seus súditos quando uma terrível peste começou a espalhar-se pelos territórios dos sátrapas, levando Dario a suplicar à Peste, que poupasse seu povo.

 A Peste foi verificar a veracidade das alegações de Dario e concluiu que o rei tinha razão e lhe prometeu que não arrasaria seu país. O rei então ficou muito satisfeito e estava pronto para agradecer à Peste quando chegaram notícias de que a Peste estava assolando várias cidades. Dario então foi queixar-se com a Peste que tinha prometido poupar seu povo. A Peste surpreendeu-se assegurando a Dario que havia sim atendido a seu pedido.

O  que ocorrera então?

 A Peste inteirou-se do ocorrido e disse a Dario:

“POUPAMOS SIM O SEU POVO VOCÊ É QUE ESQUECEU DE PEDIR SALVAÇÃO PARA O POVO, A MEU PRIMO, O MEDO”. 

            Com esta história aprendemos que não basta pedir à Peste. É preciso também levar em  consideração o MEDO. E este  se combate com DETERMINAÇÃO, CRENÇA SEM VACILAR, SEM DUVIDAR, COM DETERMINAÇÃO. O MEDO é um péssimo conselheiro e enfraquece qualquer pedido quando há dúvida envolvida. A família do MEDO é grande; alguns de seus membros são PÂNICO, INSEGURANÇA, A PRIMA DÚVIDA, PAVOR, VACILAÇÃO, E OUTROS parentes que quase nunca aparecem. FRACASSAR É DOLOROSO; PIOR É NUNCA TER TENTADO TRIUNFAR. Prof. Luiz Machado, “Cidade do Cérebro”.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

I accept the Privacy Policy